"O amor é cretino perverso e sem coração."

16:40

Vou começar esse post falando sobre esse capa (sim, mais uma vez). Geente normalmente as capas brasileiras dão o show nas gringas mas com certeza esse não é o caso da série Estilhaça-me, vou fazer um post só sobre isso tamanha minha indignação. Mas dos três volumes que já temos acho essa a capa menos pior. Destrua-me é um livro que se passa entre Estilhaça-me e Liberta-me, narrado pelo comandante do setor 45, Warner.

Nesse livro podemos ver claramente quais são os sentimentos do Warner em relação a Juliette e temos muitos momentos emocionantes. A frase que dá título ao post deixa bem claro como o pobrezinho está de coração partido.

Já escrevi que foi esse livro que me fez decidir ficar do lado do Warner. Durante a leitura vemos como ele ama a Juliette e como eles são parecidos. Ele lê o diário que nossa (querida?) mocinha escreveu durante o seu tempo no manicômio e se apega a esse caderninho velho como se fosse a única coisa que poderia ter de sua amada.

Já falei aqui também que o diário da Juliette é bem dramático e sempre que algum trecho aparecia em Estilhaça-me eu acabava me sensibilizando e não foi diferente em Destrua-me. Fiquei triste pela Juliette e ainda mais pelo Warner que compartilhava muitos dos sentimentos que ela havia escrito. 

O final é bem interessante e o ocorrido é esclarecido apenas em Liberta-me, e não posso dar spoilers mas o que acontece tem uma grande influencia no relacionamento da Juliette e do Warner.

Agora espero que no ultimo volume meu queridinho tenha mais espaço que o Adam que é um chato e não acrescenta muito a leitura.

P.S.: Tem como não amar um cara tão lindo que, ainda por cima, está de coração partido? Meu instinto responsável por acolher seres carentes não resisti...

Continue a nadar!

0 comentários