A primeira e ultima carta

06:15

Meu querido eu queria despejar nessa carta todo o sentimento que venho sufocando no meu peito. A cada dia que eu te escrevo é uma revisão de todo esse tormento. E sei que meu sofrimento é mínimo quando colocando em perspectiva com tantos outros, mas dói...muito.
Eu não quero te escrever histórias tristes, eu só quero te dizer que não tem sido fácil te esperar. Todos os dias eu perco a minha fé e preciso, antes que o sol se vá, renová-la. Porque meu querido eu não consigo dormir sem antes sonhar com você. Sem antes fazer uma oração apenas pedindo que você fique bem.
Eu não sou uma boa garota, eu não mereço misericórdia ou amor, mas eu tenho tido sorte e minha vida está repleta desses milagres. As vezes eu questiono se realmente esse milagre extraordinário acontecerá na minha vida, o milagre que seria você ao meu lado. Não me entenda mal, racionalmente eu vejo isso acontecendo e chegando a cada segundo mais perto de finalmente se desenrolar, mas não consigo controlar o que sinto. Na verdade eu tento esquecer, lendo, estudando, ocupando minha mente com qualquer coisa que não seja você, mas não me orgulho disso, eu amo quem você é, apenas não sou forte o bastante pra suportar toda essa situação absurda que as vezes eu penso que só existe na minha mente.
É triste pensar que você não irá ler isso, mas nesse meu abrigo eu queria deixar registrado que cada poema, canção e verso de amor a partir desse dia primeiro, tudo que eu escrever será pra você, mas essas cartas acabam aqui. Na verdade é a única que eu tive coragem de escrever já sabendo um endereço, mas eu não enviarei... por isso não mais escreverei, porque estou cansada dessas palavras ambíguas que serviriam a qualquer um porque cada uma delas foi escrita pra você.
Então meu querido isso é um até logo, e eu espero que seja bem logo.
Eu apenas queria você aqui.
Eu só preciso de um pouquinho de fé nessa manhã silenciosa de domingo, porque os meus pensamentos estão muito barulhentos e eu não consigo dormir...
Nem os pássaros estão cantando.

Continue a nadar!

0 comentários