Meus 5 erros favoritos

02:19

Meu querido e seleto público eu tenho um pedido a expressar: façam o favor de não rir desses meus erros, afinal quem já passou nessa vida sem se equivocar?

Eu dou a cada uma dessas palavras o meu coração da mesma maneira que entreguei meus sentimentos no passado, transitando por cada estação. 

Eu conheci essa forma de estupidez chamada paixão em um setembro com cara de verão. Eu amei aquele garoto como qualquer garota ama sua primeira paixão, estupidamente sem explicação.

Eu cometi meu segundo erro durante um grande inverno que seria melhor ter entrado em hibernação. Cada dia frio que eu passei segurando aquele par de mãos foi um desperdício, uma grande falta de consideração.

Então veio o terceiro. Foi durante a primavera mais bonita, tão linda que ainda vive em meu coração. Não existe amor maior do que aquele que nasce de uma paixão.

O quarto foi o mais divertido. Eu ainda rio ao lembrar de cada mentira que foi dita de cada conceito equivocado que foi citado. Como era bom brincar de brigar...

O quinto, foi um erro tão doído. O pior porque se disfarçou de acerto. Eu pensei que amá-lo não era um erro, mas eu sou cega e sempre escolho o caminho errado a tomar.

Vocês meus cinco erros já receberam palavras minhas. Mas quero aqui registrar que cada um de vocês merecem o título de cretino, mas não se preocupem, não há ninguém além de mim para se culpar, porque foram meus os erros. Vocês cinco vão ser para sempre meus erros favoritos. Meus desvios mais sentidos. Minhas melhores inspirações para poetizar. 

Hoje eu peço meu amado público, não leia as próximas cartas com repúdio mas veja a beleza que há no erro quando enfim eu tiver a sorte e a destreza de acertar.

Continue a nadar!

0 comentários