Escritos de Gaveta

15:21


Já faz mais de um ano que eu criei um projeto paralelo ao A vida é Poema, o Escritos de Gaveta. Esse outro blog começou porque eu sentia muita necessidade de escrever poemas, contos, crônicas, e apesar do nome do blog, nunca achei que esse tipo de texto se encaixaria aqui. Então foi assim que o Escritos nasceu, com outro nome mas com a mesma ideia: a de escrever sem me preocupar com o que as pessoas pensariam sobre mim depois de ler esses textos.

Eu sempre tive medo de divulgar meus contos. Antes no tumblr eu sentia uma liberdade pra fazer isso que já não existe mais e foi incrível escrever durante um ano tento de certa forma o anonimato como proteção. Em meados de agosto no ano passado passei a divulgar o blog nas minhas redes sociais e hoje achei que já era hora de oficialmente divulgá-lo aqui, por isso separei cinco dos textos que eu mais amei escrever e que vocês podem ler por lá:

"Deus é maior que o nosso coração" - Esse texto foi escrito hoje e o título está entre aspas por ser uma citação. Eu acho interessante divulgar esse porque comparado aos meus poemas antigos eu noto uma evolução.

Resoluções (Reboot) - Eu amo esse meu texto. Foi escrito na virado do ano e eu acho que consegui fazer um texto diferente de tudo que eu havia escrito nas outras viradas (eu sempre escrevo um texto no ultimo dia do ano).

Dia do amor - Na minha opinião esse é um dos meus textos mais decentes. Foi escrito no dia 12 de junho do ano passado e acho que consegui ser sincera ao escreve-lo, falei realmente o que eu sempre sinto nesse dia.

Em julho qualquer talvez deixa de ser equivocado - Esse é um dos poucos textos que foram feitos realmente para uma pessoa. Foi escrito pra minha ultima paixonite do colegial e eu acho ele bem fofinho, mesmo sendo antigo. As vezes sinto falta de ser fofinha assim.

Meus 5 Erros Favoritos - Esses são de longe o que eu mais amei escrever em toda a minha vida. Um pouco inspirado em experiências reais, um pouco inventado, é um conjunto de seis textos que falam sobre cinco paixões frustradas na vida de uma garota. Eu tenho muita vontade de trabalhar mais neles, até porque eu não sei se sou capaz de fazer algo continuo, com ligação, assim novamente.

Eu ainda não me sinto completamente a vontade pra divulgar esses textos. Muitos são bem pessoais, mas eu não quero que os Escritos seja um blog só pra mim, quero compartilhá-lo com outras pessoas, então acho melhor deixar a timidez pra lá né.

Continue a nadar!

2 comentários

  1. Oi, eu sei como é escrever e não querer que ninguém veja. Na época do tumblr, eu tinha o meu, sem foto e sem redes sociais, onde reblogava coisas que me identificava e escrevia também, mas com o tempo acabei mudando o foco para fotografia.
    É normal sentir timidez ao mostrar textos pessoais, até porque a pessoa vai estar lendo um pedaço de você, e sabendo pelo o que você está passando.
    Mas é bem legal quando o texto inspira outras pessoas. Eu as vezes escrevo, porém ainda não tive coragem de postar.

    Beijos.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Acho que coragem a gente tem que conquistar aos poucos né. Ainda é muito difícil pra mim divulgar até mesmo o blog, mas estou perdendo a timidez.

      Beijos (:

      Excluir