Terminando o relacionamento estilo The 100

13:57


Imagem: Reprodução 


Eu sou uma viciada em séries (e em livros, animações e filmes velhos...) completamente assumida. Até a minha mãe entende esse meu vício. Eu já assisti cada série que tenho certeza que nem os produtores lembram que fizeram (ou querem esquecer hehe). Só precisa de uma coisa para me conquistar: um bom personagem. Nada além disso. Só para exemplificar assisti Heros até o último episódio porque eu tinha esperança de que o meu personagem favorito voltasse a ser o que era na primeira temporada. É minha gente, como falamos aqui em Minas, o trem não é fácil não.

Mas ano passado um amigo me indicou uma série super master blaster das galáxias causadora de ataques no coração: The 100, que vocês já sabem, tem me causado reações extremas. Protagonizada por adolescentes no futuro o que menos tem é romancinho besta. Essa série nos presenteia a cada episódio com personagens incríveis.

No contexto as pessoas vivem no espaço em uma contenção de gastos. O problema é que muitos adolescentes que poderiam ser normais e alimentar paixões normais estão presos esperando a morte (todos os crimes, como ter mais que um filho, roubar remédio para sua mamãe doente, tem essa pena). Então esses adolescentes são mandados aqui para a terra firme para ver se ela voltou a ser habitável. Claro, como em toda obra fictícia (diferente da vida real) a protagonista tem sim um namorico que muita gente achava desnecessário, inclusive eu. 

A dita cuja que lidera o grupo de adolescentes na luta pela sobrevivência atende por Clarke. Seu interesse romântico é o idealista defensor da paz e dos direitos humanos (que chega a ser chato) chamado Finn. Muitas coisas acontecem e tudo, absolutamente tudo dá errado. Resumindo, o querido Finn de defensor dos fracos acaba se tornando o carrasco da temporada.

Clarke então se vê em uma situação onde ou ela deixa as pessoas que a mandaram pra terra (pra morrer) serem mortos ou ela escolhe manter o amor que ela alimentou desde o episódio piloto a salvo. 

Aqui chegamos no ponto crucial... o episódio mais bem feito em que o foco é no casal. O momento em que a princesa Clarke com todo o seu patriotismo esfaqueia o Finn spacewalker

Eu achei o que fizeram com o Finn na segunda temporada muito fora de contexto. Senti que eles queriam que eu o odiasse de maneira brusca demais, e o transformaram em alguém totalmente diferente de forma ilógica. A atitude da Clarke foi completamente coerente com comportamento dela desde de o início. Me lembrou muito a primeira vez que ela matou alguém. Ambas as mortes foram um ato de misericórdia, mas que eu sem sombra de dúvida não conseguiria executar (por isso eu nunca seria protagonista de uma série assim, estou bem mais para Suburgatory). 

Me lembro de alguns términos traumáticos mas sem dúvida Flarke é o primeiro no meu top five.
A temporada teve fim a algumas semanas, mas para mim o episódio 2x08 foi o melhor, mais bem construído e emocionante de toda a série. 

P.S.: Sim eu já sabia desde o momento em que o Finn foi pro lado negro da força que eles iam matá-lo
P.P.S: Lágrimas brotaram, principalmente depois de saber a "origem" do Finn 

Continue a nadar!

2 comentários

  1. Oi,oi! (cadê o seu espaço no blog com fotinho, seu nome e tal? Eu não sei como te chamar x.x hahahahaha)

    Amei a maneira como tu começou o artigo! (?) Nossa, muito bom. E eu nunca, (nunca mesmo), tinha ouvido falar da série :/ Mesmo sempre procurando por coisas novas. :~ Eu sou mt obsessiva sabe? Quando eu gosto de uma coisa, eu gosto dela loucamente, absurdamente, e obsessivamente todos os dias, pelo próximos dois ou mais anos até eu enjoar, ou acontecer alguma coisa que me destrua. :O Exemplo? NCIS. Já assistiu? Depois que a Ziva saiu da série, eu chorei HORRORES, e assisti cada temporada em que ela está presente duas vezes (sou louca ou não? hahahahaha) E MAIS: ainda estou de luto, tanto quê não consigo assistir as próximas temporadas. :'(
    Eu vou procurar essa série que tu comentou aê e ver se gosto. Fiquei meio confusa sobre o contexto da história O.o mas gosto de personagem complicados, então vamos ver no que dá. :B

    Beijo!
    http://superamorinha.blogspot.con

    ResponderExcluir
  2. Oi Amanda, eu sou a Ana. Logo logo vou colocar a minha fotinha ali do lado ;)

    Eu assisti as primeiras temporadas de NCIS, era viciada bem como você mas acabei abandonando.

    Sobre The 100, é uma história bem diferente. Se passa no futuro onde as pessoas estão vivendo no espaço. Para saber se é possível voltar para terra os líderes mandam 100 jovens para cá. É um pouco confuso de explicar mas é muito bom. Uma das melhores séries que acompanho atualmente.

    Espero que você assista e goste e peço desculpas porque esse post já te deu um spoiler enooorme que só acontece na segunda temporada :(

    De qualquer maneira obrigada por comentar. Também deixei um comentário no seu blog.

    Abraços

    ResponderExcluir