Não conte a ninguém

14:27

Existem alguns textos que precisam ser escritos por nós. Não basta um poeta ter expressado, qualquer que seja o sentimento, com as palavras perfeitas. Tem que ser você a escrever para serem os termos certos. 

Eu sinto falta da minha melhor amiga. Aquela melhor que fazia a palavra amizade parecer inadequada para um laço tão forte. Claro que, no fim, não terminou bem. Como a maioria das coisas que acabam. Mas sinto falta dela.

Sinto falta porque, se ela estivesse aqui agora, eu dividiria com ela um segredo. Contaria sobre a inquietante angústia presente no ato de desistir das coisas. E ela me faria ir a luta, como as melhores amigas fazem. 

Eu apenas sinto falta dela, e estou bem triste hoje por causa de todos os segredos que eu nunca devo contar. Tão triste de uma forma nada poética, apenas patética mesmo. 

Continue a nadar!

0 comentários