Eu nunca vou conseguir escrever o maldito livro!

13:30

Certo, vou conseguir em algum ponto, mas preciso antes desabafar sobre isso formalmente. E sim, talvez o A vida é poema esteja muito pessoal no último mês, mas simplesmente não consigo guardar meus problemas. Droga de tecnologia! Agora somos todos narcisistas. Então, por favor, sinta empatia. Compreenda meu dilema. 

Como todos bem sabem, o pior ano na faculdade é o último. Mas, acho que ninguém entende isso como um estudante de jornalismo. Sim, eu amo o que faço, e blá blá blá... esse não é o ponto. O problema é o maldito livro. 

No momento não tenho nada, nada apresentável. Mas, Ana, você escreve o tempo todo! Qual é o problema? Exatamente esse: eu escrevo o tempo todo as coisas que preciso contar. Às vezes, sobre meus problemas, às vezes sobre os personagens que invento e idealizo. Mas, essas são histórias que de alguma maneira sinto necessidade de contar. É como se elas simplesmente fluíssem. É complicado explicar. Só posso dizer que não estou sentindo esse livro-reportagem fluir lindamente!

E quando algo vai ruim na minha vida escrever sempre ajuda, por isso estou aqui escrevendo esse texto e não os capítulos maravilhosos que já planejei de mil maneiras. 

Mas, chega de drama. As coisas sempre ficam bem. Vou programar esse texto para ir ao ar após a data de entrega. Assim quando você sentir o meu desespero querido leito, eu já estarei aproveitando minha liberdade com uma boa maratona de Friends. 

P.S.: Eu realmente amo escrever. Realmente. Obrigada por ler. 

Continue a nadar!

0 comentários