Quem sabe...

02:52

Às vezes penso que sou mais do mesmo. Por isso é bom escrever sempre, para fins de comparação. E, mesmo que em alguns momentos pareça eu ainda tenho 15 bebendo meu leite com Nescau na madrugada com o msn, as coisas são bem diferentes agora. 

O teatro mágico... já ouviu? De vez em quando tenho dessas de ouvir no aleatório, e o spotify desenterra alguma música do passado. Descobertas da semana deveria se chamar aquilo que sua alma precisa ouvir. Mas, voltando, eles tem aquela música: "só vou lembrar de você enquanto eu respirar". Faz uns anos que essa frase faz sentido. Mas, era diferente, antes eu a ouvia com o coração. Hoje é mais uma espécie de constatação da verdade. 

"As pessoas sempre se vão", outra citação que é mais uma descrição da realidade. Com 15, bebendo meu Nescau, eu não tinha noção da dimensão do tempo. Isso é normal, você passa sete anos vendo as mesmas pessoas todos os dias. A escola não te forma nem te ensina, são aquelas pessoas da rotina que fazem a diferença. Pelo menos por aqui. Então sim, existiu uma época que meu coração queria guardar cada um. Hoje, ainda me lembro de todos, mas é com a razão. Meu coração está ocupado demais para sentir falta do passado. 

Mas, será que aquelas pessoas que fomos, teriam orgulho de quem somos agora? Eu não sei. Sempre acreditei que aos 20 as coisas estariam mais claras. Talvez aos 30. Talvez. 

E, obviamente, ainda sou um pouco do mesmo. Ainda sou comum. Ainda me pergunto se faz mesmo alguma diferença criar para o mundo e não só para minha satisfação pessoal. Será que as pessoas se importam com as palavras? Talvez. Ou quem sabe quando tivermos 30...

Continue a nadar!

0 comentários