E se hoje for o dia

04:35

Semana passada um livro me fez chorar. Fiquei tão triste. Ainda estou triste. Um dos personagens perguntava-se ao acordar: "será que hoje é um bom dia para morrer?".

Mesmo com meu pessimismo constante e minha falta de tato com a vida, antes de dormir preciso perguntar: "hoje é um bom dia para viver?".

É muito fácil uma pessoa desaparecer. A gente nem percebe, mas somos quase transparentes. O que nos enche de cor é a vontade de viver. Às vezes, essa vontade escorre pelos nossos cabelos, vai direto pelo ralo na hora do banho. A gente vai desbotando sem perceber.

Mas, talvez hoje, seja um bom dia para buscar essa vontade tão essencial. Talvez seja hoje o dia em que a gente vai brilhar de tanta cor. Vai ser até difícil olhar tamanha a mistura. Tons e mais tons nos conduzindo por um caminho verde esperança. 

A gente precisa acreditar nessas coisas. Ter fé de que vamos ficar bem. É triste saber que todo mundo, sem exceção, guarda alguma espécie de ferida. Somos todos filhos de famílias complicadas. Somos todos solitários em algum ponto. Dividimos mutuamente o fardo de existir. Mas, a crença de que tudo pode ficar mais colorido pela manhã pode nos levar adiante. A nossa vontade de viver pode ser o que nos leva a apreciar a vida. 

Então tenho esperanças de que hoje o dia seja especialmente bom. 
Para você, para mim, para o meu amor: que todos os dias sejam especialmente bons. 

Continue a nadar!

0 comentários