Quero que minha vida seja como um filme de John Hughes

16:00

Trinta anos atrás Ferris tirava seu dia de folga. Curtindo a vida adoidado é um filme que representa tão bem os sentimentos que eu tinha na adolescência que é, sem dúvidas, um dos meus favoritos. O John tinha esse talento de falar com os jovens sem transmitir uma ideia caricata e completamente distorcida. 

E ele fez tantos filmes que deixam o dia mais leve. Muitas pessoas conhecem por terem feito presença na Sessão da Tarde. Clube dos Cinco, Gatinhas e Gatões, A Garota de Rosa Shocking, mesmo com nomes tão... diferentes, são filmes leves, fofos, perfeitos para fazer a gente sentir aquela esperança gostosa de que tudo termina em felizes para sempre. 

Acredito mesmo que esse sentimento precisa ser cultivado. Tudo sempre fica bem no final. Quando o assunto são relacionamentos, se a gente superou toda a dramédia da adolescência, a gente chega lá. O amor pode acontecer em um dia de folga, em um sábado em que ficamos presos com estranhos cumprindo obrigações. O amor pode chegar de carro vermelho, ou pode estar bem do nosso lado esperando pacientemente o tempo de aflorar. 

Acho que o importante é lidar com essas questões com leveza. Mas, se as coisas ficarem tristes ou solitárias, recomendo esses filmes que me fazem querer ir para os anos oitenta. 

Continue a nadar!

0 comentários