Ainda estou aqui?

22:17

Eu não sei se é uma boa coisa dizer o que a gente realmente pensa. Muitas coisas que passam por nossa cabeça faz sentido durante algum tempo, mas depois se revelam a maior estupidez da década. Mas, acho que, de qualquer maneira, eu deveria falar ao menos um pouquinho mais. Só um pouquinho. 

Eu já perdi a conta de quantas pessoas eu tirei da minha vida a chutes. Não é por maldade, mas meu instinto inicial é sempre manter distância. As pessoas que permanecem se revelam seres pacientes. É necessário tempo para se aproximar do meu coração. 

Falo tão pouco de mim. Sei histórias incríveis de todos, e guardo as minhas sempre para os textos, os desenhos, os personagens. Eu deveria falar mais, deveria me abrir mais. 

Faz um tempinho que me sinto em uma concha. Cada dia mais fechada. Não consigo evitar. Não tenho habilidades sociais. Ser simpática me faz ficar com dor de cabeça. É tudo muito estranho, mas essa é a minha falha. Não consigo evitar. 

Eu chuto as pessoas da minha vida, mas para aquelas que decidem ficar, eu reservo minhas desculpas pela falta de traquejo e os meus abraços que são raros. 

P.S.: Obrigada por não me abandonar. 

Continue a nadar!

0 comentários