Quando envelhecer ainda vou te amar

01:00

O ano passou sem que eu percebesse. Outra vez. Tantas coisas aconteceram, nada foi de acordo com o plano. Mas, estou grata. Tão imensamente satisfeita com a imprevisibilidade da vida que só posso agradecer. 

Mesmo com os perrengues estilo contas-a-pagar ou as dúvidas sobre a-vida-o-universo-e-tudo-o-mais, cada dia foi uma nova descoberta, um novo passo. E a percepção de que conheci pessoas que mudaram completamente minha vida me atingiu com uma intensidade sufocante. 

Estou começando a entender que não existe nenhum dia igual ao anterior. Mesmo quando as mudanças não são perceptíveis elas estão lá. 

Então, subitamente, pessoas que eu mal conhecia meses atrás são indispensáveis. Todo mundo diz que as pessoas são substituíveis, mas não. Por mais que as coisas mudem, essas pessoas que fizeram toda a diferença este ano nunca terão seus lugares tomados.

Estão sempre afirmando que esta é a melhor época da vida. Isso parece tão absurdo quando as coisas estão de cabeça para baixo. Mas, faz todo sentido quando paro e percebo o quanto sou amada. Quando percebo o quão capaz eu sou de amar.

Existem tantas histórias tristes. Tantas lágrimas que ainda vamos derramar. Mas, neste momento, eu quero deixar claro que sinto esse amor. Sinto essa ligação que me comove e me surpreende. E é por esse motivo, por essas pessoas maravilhosas, que eu vou me lembrar no futuro desses tempos como os melhores.

Foi um ano extraordinário. Tem sido uma vida surpreendente. 

Continue a nadar!

0 comentários