Amar é viver

22:14

O mais importante do que tê-lo ao meu lado é saber que ele está bem. Escovando os dentes, tomando vacinas, lavando os sapatos, indo sempre a mercearia. Mais importante do que tê-lo é saber que ele está vivendo. Ele me enche de orgulho por não desistir da vida.

Como sempre, estou confusa, mas saber que ele está bem me proporciona paz. É estranho porque isso não muda com o passar do tempo, com a distância. Só é algo que sempre foi, que sempre vai ser. Ele sempre vai ter certa influencia sobre meu humor.

E não acho que seja fraqueza admitir isso. Não acho que é uma vulnerabilidade. Se importar com os outros é o que nos torna capazes de redenção. E amar é se importar. Amar é ter coragem de dizer: "quando você está bem eu fico de bom humor".

É claro que não é tão simples. Na vida, nada é simples. As coisas são complicadas e confusas mesmo. Naquele nível de não ter ideia do que vem adiante.

Mas, a gente até que pode se dar ao luxo de ter algumas certezas. Sobre quem a gente é, e sobre a possibilidade de se tornar uma nova pessoa, se necessário. Quando se conhece seu próprio coração, simplesmente se sabe dessas verdades duradouras.

Por isso eu sei. Sei que amá-lo nunca vai ser fácil, mas vai ser sempre minha escolha. Por isso que continuo escovando os dentes, lavando os sapatos, indo a mercearia, (precisando resolver logo aquele problema com as vacinas), porque estar viva é importante.

Porque querer viver bem é parte crucial do amor pelo outro e por si mesmo. Porque manter o coração batendo é essencial. Porque lutar diariamente para ser melhor é indispensável. Ser um coração nobre é parte do pacote. Afinal, de que adiantaria doar um coração que não estivesse em condições de amar?

Eu acho que posso fazer isso. Acho que sou forte o bastante para acreditar. Sou forte o bastante a ponto de confiar que o amor, mesmo que todos digam o contrário, é um sonho digno de buscar.

Eu só queria dizer... que me faz bem saber que ele está lendo bons livros.

Continue a nadar!

0 comentários