Num beijo morrerei

21:07

Amor, acho que o mundo já acabou. Muitos dizem que a terra vive ciclos, e talvez a gente tenha chegado no momento da extinção. Não sei se isso me deixa triste ou aliviada. Todo dia é um novo luto a guardar. Não sei como lidar com isso.

E a gente continua votando em pessoas inescrupulosas. A gente continua com essa cegueira seletiva, que condena alguns, mas que finge não ouvir quando os gritos partem da casa ao lado. A gente continua atravessando a rua para evitar o faminto. Continuamos no nosso ciclo de indiferença.

O terrorismo, a loucura, a natureza matam. Mas, a fome, a miséria e a depressão também. E eu não posso ser um escudo humano, mas eu posso ser um porto seguro para quem está ao meu lado. 

Mas, a gente não se importa. Não nos importamos com nosso próprio bem estar, e o próximo fica a cada dia mais distante. Estamos morrendo, amor. Estamos nos matando.

Seria bom ter um fim digno. Talvez a guerra nuclear aconteça amanhã, e seria só isso? Desapareceríamos sem ter feito nada de bom. O universo nem notaria a nossa inexistência. E quanto a esses fatos que fogem do nosso controle, afinal ditadores escalam o poder sem permissão, a única coisa que podemos fazer é pedir aos céus que a gente ainda tenha chances de redenção.

Mas, amor, eu não sei se realmente resta em nós algo de bom.

Continue a nadar!

0 comentários